Notícias

Publicado em 10 | 04 | 2012 às 22:03

Trote Cidadão da Fafijan é citado em site da Fundação Educar

Há 13 anos Fundação dá destaque às boas iniciativas de recepção dos calouros em instituições de ensino superior e cursos técnicos

Texto por: imprensa@fafijan.br

O objetivo do Civa (Ciclo de Iniciação à Vida Acadêmica), que em 2012 completou nove edições, é bem recepcionar, integrar e ambientar os novos estudantes que chegam à Fafijan (Faculdade de Jandaia do Sul), por meio de palestras, atividades com os coordenadores de cursos, veteranos e gincana solidária. “A solidariedade está presente nas atividades dos calouros desde a primeira edição do evento. Queremos com isso sensibilizar e despertar os acadêmicos para ações do bem”, explica a coordenadora do Civa 2012, professora Marilda da Silva Bueno. Entidades como o HCL (Hospital do Câncer de Londrina), Brinquedoteca Fafijan e Associação Florart Vida, de Jandaia do Sul, já foram beneficiadas pelo Ciclo, com a doação de materiais de higiene, brinquedos, alimentos. 
Neste ano, o Civa foi reconhecido pela Fundação Educar DPaschoal, que há 13 anos destaca boas iniciativas de recepção aos calouros em instituições de ensino superior e cursos técnicos. Matéria sobre os trabalhos realizados no início do ano letivo na Faculdade de Jandaia do Sul foi reportada no site da Fundação, disponível em: www.trotedacidadania.org.br/trote/news.php?id=160. “Ter pessoas de fora olhando e parabenizando as atividades desenvolvidas com os recém-chegados à Fafijan dá estímulo para que o trabalho continue sendo feito da melhor maneira possível”, afirma Marilda.
Além dessa visibilidade, a supervisora de projetos, Marina Carvalho, explica que há também um concurso organizado pela Fundação que visa a premiar as mais interessantes ideias de trotes cidadãos de todo o país. “Acreditamos que o conjunto de micro revoluções é capaz de fazer uma grande diferença. A energia canalizada nos trotes pode ser usada para uma transformação social e para a promoção da ética e da solidariedade. É um bom começo para a vida universitária e um bom começo para um futuro mais justo”, diz acreditar Marina. As três melhores iniciativas, tanto na categoria “ensino superior” quanto “cursos técnicos”, têm as suas histórias reproduzidas em um livro.