Notícias

Publicado em 03 | 10 | 2013 às 18:42

Última coleta de sangue do ano, na FAFIJAN, foi um sucesso

Texto por: Colegiado de Biologia | Fotos por: Marketing/FAFIJAN

Na noite de quarta-feira, 2 de outubro, foi realizada no Anfiteatro da FAFIJAN (Faculdade de Jandaia do Sul) a última coleta de sangue programada para 2013, e foi um sucesso, ao todo 44 bolsas foram coletas e mais de 60 pessoas compareceram para participar. O Projeto “Doação de Sangue, Medula Óssea e Cidadania”, existe desde 1996 e é uma parceria do Colegiado de Ciências Biológicas com o Hemonúcleo de Apucarana.

Gustavo Miguel Borges, acadêmico do segundo período de Biologia, não perdeu a chance de colaborar pela primeira vez. “Agora tenho 18 anos e fiz a minha estreia como doador de sangue aqui na faculdade. Meu pai é doador, então, essa era uma vontade antiga”, conta ele.
Quanto ao projeto da Fafijan, Gustavo diz achar bem interessante a iniciativa. “Além de incentivar o surgimento de novos doadores de sangue, facilita o processo para as pessoas que, assim como eu, moram em localidades em que é preciso se deslocar até outras cidades para fazer a doação”, analisa o estudante – que é de São João do Ivaí. “Nesse caso, nós já estamos aqui e aproveitamos a oportunidade. Acredito que, uma vez doador, para sempre doador.”

Além de ser a última atividade do ano, o dia 2 de outubro marcou também a despedida de Jaíne Leonarski e Michele de Oliveira, que fizeram parte da equipe de apoio do projeto. O “adeus” é porque elas irão se formar em Ciências Biológicas no final do ano. “Apesar da saudade, acho que a sensação é de dever cumprido. O que aprendemos aqui levaremos por toda a nossa caminhada, além de aprofundarmos nossos conhecimentos sobre os procedimentos de doação de sangue e medula óssea, pudemos ter contato com profissionais da área, desenvolvemos a nossa oratória e o mais importante, as lições de solidariedade”, descrevem as acadêmicas.
Em 2013, o projeto “Doação de Sangue, Medula Óssea e Cidadania” da FAFIJAN coletou 124 bolsas em três datas distribuídas ao longo do ano, houve também, o cadastramento de doadores de medula óssea, que incluiu 50 novos nomes no Redome (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea) / Inca (Instituto Nacional de Câncer).

A organizadora do projeto Edilaine Cerutti Borges agradece a colaboração dos participantes. “Fica aqui o meu muito obrigada pela solidariedade demostrada neste ano, o nosso chamado foi atendido, mais uma vez, de forma positiva. A missão foi cumprida com carinho e determinação. No ano de 2014 daremos continuidade ao projeto, contamos com vocês!”.

“Os doadores de sangue são como anjos que emprestam suas asas no momento em que alguém mais necessita"