Notícias

Publicado em 24 | 05 | 2013 às 17:03

Palestra na Fafijan: Impactos Sócio Ambientais do Aproveitamento Hidrelétrico das Bacias dos Rios Ivaí e Piquiri

Rio Ivaí, urgente!

Texto por: Doutorando Robertson Fonseca de Azevedo e Coordenadores dos Cursos de Biologia e Geografia | Fotos por: Marketing Fafijan

No último dia 8 de maio, aproximadamente 200 pessoas, incluindo diretores, professores e alunos dos cursos de Administração, Biologia, Geografia e Pedagogia da Fafijan - Faculdades de Jandaia do Sul, participaram da palestra sobre os Impactos Sócio Ambientais do Aproveitamento Hidrelétrico das Bacias dos rios Ivaí e Piquiri, ministrada pelos doutorandos do PEA - Programa de Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais - UEM, Natália Carneiro Lacerda dos Santos e Robertson Fonseca de Azevedo.

A Diretora da Fafijan, Prof.ª Maria Gertrudes Guimarães juntamente com o Vice-Diretor Prof. Jorge Dovhepoly e o Vice-Coordenador do Curso de Biologia, Prof. Jorge Takasusuki, fizeram a abertura oficial do evento dando as boas vindas aos presentes.

Na oportunidade, esclareceu-se ao público que embora tenha ocorrido à aprovação pela Assembleia Legislativa do Estado do Paraná de quatro projetos hidrelétricos no Estado, (sendo três no rio Iguaçu e uma PCH em Prudentópolis (PR), atendendo a dispositivo da Constituição Estadual, isso não significa que tais empreendimentos tenham recebido licenciamento ambiental ou irão necessariamente ser construídos. Convém esclarecer que tais projetos incluindo a UHE Baixo Iguaçu, enfrentam questionamentos na esfera judicial.
O tema despertou diversas manifestações da plateia, tendo participação durante toda a discussão, além de diversos docentes e alunos, a Coordenadora do Curso de Geografia, Profª Helena Tochico Hassaka e a Vice-Coordenadora, Profª Jaqueline Vercezi. Durante os debates destacou-se a participação do promotor de justiça aposentado (com atribuições na área de meio ambiente na comarca de Maringá), Dr. Ilecir Heckert, que já foi professor na Fafijan, iniciando as discussões.
Diversas manifestações de alunos dos cursos ali representados demonstraram o interesse daquela comunidade acadêmica em ingressar no processo de discussão e defesa do patrimônio sócio-ambiental-cultural das bacias hidrográficas dos rios Ivaí e Piquiri.
O trabalho de extensão do debate sobre as consequências do aproveitamento hidrelétrico nas já referidas bacias permitiu a troca de experiências, até o momento, entre as comunidades acadêmicas: Fafijan/Jandaia do Sul (PR), PEA-UEM e Cesumar/Maringá (PR), Univale/Ivaiporã(PR), e UEM, campus Goioerê (PR).

Espera-se reunir as diversas instituições de ensino superior já contactadas ou potencialmente envolvidas em um evento multidisciplinar e inter-institucional sobre o papel de cada uma na questão, no próximo semestre.

Confira na página do Pró Ivaí/Piquiri a agenda de atividades, incluindo:

  • Dia 11/5 a partir das 08h30min, no Recanto Marista em Dr. Camargo (PR), grande encontro dos movimentos irmãos: Pró Ivaí/Piquiri e Pró Rio Ivaí, com programação durante todo o dia;
  • Dia 18/5, 17 horas, reunião com a comunidade de Apertado, Formosa do Oeste (PR), Salão Comunitário;
  • Dia 6/6 a partir das 9 horas, palestras do Dia Mundial do Meio Ambiente na Câmara de Vereadores de Maringá (PR), com os Professores Doutores: Ângelo Antônio Agostinho e Jorge Villalobos, UEM; Pe. Zenildo, presidente do Conselho da Caritas-PR, Marildo Oliveira, liderança da comunidade de pescadores profissionais de Porto Ubá, Lidianópolis (PR), comandante da Patrulha Ambiental; organização de Diniz Neto.

Viva os rios!