Notícias

Publicado em 15 | 05 | 2013 às 19:31

Projeto “Doação de Sangue, Medula Óssea e Cidadania” tem início nesta quarta-feira, dia 15 de maio

Poderão colocar em prática a solidariedade todos os acadêmicos, professores e técnicos administrativos da Fafijan, além de pessoas da comunidade externa.

Texto por: Marketing Fafijan

Nesta quarta-feira, dia 15, a partir das 19 horas, uma estrutura estará montada no Anfiteatro da Fafijan (Faculdade de Jandaia do Sul) para receber os primeiros doadores de sangue de 2013. A atividade faz parte do projeto “Doação de Sangue, Medula Óssea e Cidadania”, que existe desde 1996 na Instituição, em uma parceria do Colegiado de Ciências Biológicas com o Hemonúcleo de Apucarana.

A organizadora do projeto, Edilaine Cerutti Borges, lembra que nesta época quando o frio esta começando, o número de bolsas de sangue diminui, e muito, nos postos de recebimento, o que aumenta a preocupação em relação às doações. “Nesse período, apesar da diminuição nas coletas, a demanda não desacelera. Por isso, é tão importante colaborar”, diz Edilaine. Ela comenta ainda que não há prejuízo aos acadêmicos que decidem praticar o bem. “Os professores abonam as faltas daqueles que recebem um comprovante, assinado por mim, com horário de chegada e saída do Anfiteatro”, conta a organizadora, que completa: “É importante chegar cedo ao local, pois são distribuídas apenas 50 senhas”.

Além de adquirir novos conhecimentos técnicos, por meio dos estudos, os acadêmicos da Fafijan poderão voltar às suas casas, na quarta-feira, com uma lição a mais: a da solidariedade. “Fica o convite. O procedimento de doação de sangue é simples, vocês não precisarão sair do estabelecimento para realizar a ação e serão 450 mililitros que poderão salvar a vida de até quatro pessoas, já que o sangue após coletado é fracionado”, ressalta Edilaine.

Este ano de 2013 teremos 4 doações de sangue e 1 cadastramento de medula óssea. Para esclarecimentos podem procurar a Edilaine na sala 11 ou ligar na Fafijan no Horário de expediente.

 

Podem doar

Podem ser doadores de sangue pessoas de 18 a 67 anos de idade, que pesem mais de 50 quilos e apresentem boas condições de saúde. No dia da coleta, o doador deve estar bem alimentado e munido de um documento original com foto. “Menores de idade, de 16 e 17 anos, também poderão doar, desde que acompanhados pelo responsável legal”, destaca Edilaine.

 

Não podem doar

Ficam impedidos de doar sangue aqueles que tiveram hepatite após os 10 anos de idade; que estiverem com febre, anemia, hipertensão ou hipotensão no momento da doação ou que ingeriram bebida alcoólica 24 horas antes; que fizeram alguma cirurgia de grande porte, pearcing ou tatuagem há menos de um ano; mulheres grávidas ou que estão amamentando.