Notícias

Carteirinhas podem ser retiradas das 19 horas às 22h30

Carteirinhas podem ser retiradas das 19 horas às 22h30

Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas Visualizar galeria
Publicado em 22 | 10 | 2012 às 23:23

Carteirinhas do doador – dos estudantes que doaram sangue no dia 10 de outubro – já estão prontas

Organizadora do projeto “Doação de Sangue, Medula Óssea e Cidadania”, Edilaine Cerutti Borges, pede a todos que as retirem no Laboratório de Biologia, sala 11

Texto por: imprensa@fafijan.br | Fotos por: Assessoria de Imprensa Fafijan

Os acadêmicos da Fafijan (Faculdade de Jandaia do Sul) que colaboraram com o projeto “Doação de Sangue, Medula Óssea e Cidadania”, na noite de quarta-feira, 10 de outubro, já podem retirar suas carteirinhas de doador no Laboratório de Biologia, sala 11. A organizadora do projeto, Edilaine Cerutti Borges, explica que, entre outras informações, como nome do doador, data em que a doação foi realizada, tipo de sangue e RH, a carteirinha traz os principais resultados dos exames que são realizados com as amostras de sangue coletadas. “Chagas, HIV, sífilis são alguns exemplos. Por isso, é tão importante, o quanto antes, o doador ter acesso a essas informações”, ressalta Edilaine. Ela também lembra que a carteirinha oferece benefícios aos doadores, como meia-entrada em alguns cinemas, apresentações culturais e eventos esportivos. “O que não é o grande objetivo do nosso público, uma vez que os estudantes já possuem essas garantias. Os doadores da Fafijan doam, realmente, por solidariedade”, diz acreditar.

As carteirinhas e os resultados foram enviados na sexta-feira, 19, pelo Hemonúcleo de Apucarana: “vêm em envelopes individuais, nomeados e devidamente lacrados, o que garante total sigilo das informações. E a cada nova doação, outra carteirinha é emitida, com os dados atualizados”. Cabe lembrar que os homens podem fazer até quatro doações de sangue por ano, em intervalos de dois meses; e as mulheres três, em intervalos de três meses.

O Hemonúcleo de Apucarana (que atende hoje os 17 municípios da 16a Regional de Saúde) está localizado ao lado do Ginásio de Esportes João Antônio Basso (mais conhecido como Lagoão), na rua Antonio Ostrenski, número 3 – Centro. Por lá, as doações de sangue são realizadas de segunda a sexta-feira, das 13 horas às 17 horas. Lembrando que neste sábado, dia 27 de outubro – como ocorre uma vez por mês –, as pessoas poderão doar sangue no local, das 8 horas ao meio-dia. Mais informações pelo telefone: (43) 3420-4200.

 

Grupos I e II

Na noite de quarta-feira, 10 de outubro, estudantes do Grupo I (Ciências Contábeis, Geografia, Gestão de Cooperativas, Marketing e Psicologia) e do Grupo II (Administração, Ciências Biológicas, Letras/Espanhol, Letras/Inglês e Pedagogia) desceram ao Anfiteatro da Fafijan para colocar em prática a solidariedade. Das 51 senhas distribuídas, 37 pessoas conseguiram efetivar a doação de sangue. “É um ótimo número de bolsas boas”, garante Edilaine, que comenta que o número poderia ter sido ainda maior. “A gente pede desculpas às dez pessoas que tiveram de ser dispensadas devido ao horário.”

Wagner Lourenço Rocha, do segundo período de Marketing, decidiu enfrentar o medo e realizar a sua primeira doação. “A vontade de ajudar o próximo falou mais alto. E tem um pessoal da minha sala, que colaborou da vez passada, que me motivou a estar aqui também”, afirma ele. “O que é um dos pontos positivos do projeto, um vai encorajando o outro e quando vemos está todo mundo ajudando.” O conselho que o acadêmico deixa para as pessoas que nunca doaram é que tentem pelo menos uma vez. “O procedimento é simples e não dói. E o melhor de tudo: é uma ação que pode salvar vidas”, resume ele.

Para Edilaine, o trabalho desempenhado pela equipe de apoio do projeto contribui para que os acadêmicos da Fafijan tenham cada vez menos receio de se tornarem doadores de sangue. “São informações e esclarecimentos passados de sala em sala, sobre quem pode e quem não pode doar, sobre os procedimentos e sobre a relevância da atitude”, explica ela. “Nesse sentido, agradecemos aos professores que compreendem a importância dessa atividade na formação de novos doadores e que abrem espaço em suas aulas para que possamos conversar e tirar dúvidas dos estudantes, liberando-os também, por alguns minutos, para a prática do bem”, destaca a organizadora.

Na doação do dia 10, dois integrantes do projeto “Doação de Sangue, Medula Óssea e Cidadania” da Fafijan despediram-se da equipe de apoio, pois irão se formar ao final do ano. Anderson Luiz Guilherme e Thiago Felipe Kouda, do oitavo período de Ciências Biológicas, passaram a fazer parte da equipe em 2010. “Foi uma experiência incrível, de muito aprendizado e de amizades sinceras. Eu, assim como muitos, comecei a doar sangue por meio desse projeto, que considero um estímulo bastante eficaz. Há várias pessoas que começaram a doar sangue no período em que estudaram na Fafijan e que continuaram praticando a ação mesmo depois de formadas, pois foram, de fato, sensibilizadas”, ressalta Anderson. Ele pretende fazer o mesmo. “Vou continuar doando e conscientizando as pessoas. Doar sangue não é apenas uma questão de solidariedade, mas de salvar vidas”, define ele.