Notícias

Os locais visitados pelo projeto possibilitam aos acadêmicos de Pedagogia da

Os locais visitados pelo projeto possibilitam aos acadêmicos de Pedagogia da

Publicado em 27 | 11 | 2010 às 15:00

Brinquedoteca Itinerante leva diversão às crianças do Distrito São José

Atividade ocorreu na Escola Municipal Gonçalves Dias, na manhã de sábado, 20 de novembro

Texto por: imprensa@fafijan.br | Fotos por: Assessoria de Imprensa Fafijan

“Meu filho ‘pulou da cama’ hoje às seis horas para estar aqui. Olha lá ele, não pára um minuto”, diz a mãe Rose ao ver o filho Matheus correr de um lado para o outro no ginásio de esportes, brincando de bola, corda, bambolê, fazendo pinturas... Segundo a diretora da Escola Municipal Gonçalves Dias, Eni Ilda Lovo Mondini, é a segunda vez que acadêmicos de Pedagogia da Fafijan (Faculdade de Jandaia do Sul) realizam a Brinquedoteca Itinerante no Distrito São José. “A Instituição propôs desenvolver o projeto com as nossas crianças e nós aceitamos, pois acreditamos que esse momento de lazer é muito importante para elas. É uma situação diferente, em que deixam de lado a TV para se integrar, fazer novas amizades, participar de atividades saudáveis e direcionadas”, afirma a diretora.
Para Eni, outro ponto positivo da Brinquedoteca é o envolvimento dos professores da própria escola com os estudantes da Fafijan. “Funciona como uma troca de experiências”, diz ela, “entre aqueles que estão tendo as primeiras vivências e os que já estão há anos em sala de aula e precisam conhecer novas didáticas, reciclar-se”.
Há 31 anos trabalhando como professor – 15 deles dedicados ao distrito – Nerilton Santos Gonçalves preserva o gosto pelas brincadeiras e aproveita a oportunidade para também se divertir. “Eu já fiz de tudo nessa manhã: apostei corrida equilibrando ovo cozido em uma colher, tentei acertar argolas em garrafas pet, percorri um longo caminho de bambolês em uma perna só. Estou até suando. Contudo, mais importante que relembrar a minha própria infância é poder oferecer aos alunos a possibilidade de conhecer essa realidade”, destaca Nerilton.
A coordenadora da Brinquedoteca Itinerante da Fafijan, professora Cleumir Aparecida Schorro, que sempre acompanha os acadêmicos, lembra que o projeto oferece a eles a possibilidade de cumprir carga horária de estágio. “Além disso, é a hora em que cada um coloca em prática o que foi visto na disciplina de Metodologia Infantil”, complementa a docente. “Os locais que visitamos oportunizam aos estudantes terem contato com diversos tipos de crianças, inseridas em diferentes contextos. Uma coisa é discutir comportamento infantil e limites em sala de aula; outra é ter de lidar com uma situação real.”
Na terceira Brinquedoteca que participa, a aluna Suzane Maria de Lima Bertoni já tem uma certeza: “a gente não só contribui para o desenvolvimento da meninada, como aprende muito com ela também. Eu trabalho em escola e levo para o meu dia-a-dia tudo o que observo aqui. Isso me torna ainda mais segura nas ações”, conclui.

História
A Brinquedoteca foi fundada na Fafijan (Faculdade de Jandaia do Sul), em 2003, com o objetivo de oferecer aos acadêmicos e funcionários um local para deixar os filhos em horário de aula/expediente. E também de proporcionar aos estudantes de Pedagogia mais uma possibilidade de estágio. A idéia deu tão certo, que acabou gerando projetos de extensão paralelos, como a Tarde Recreativa e a Brinquedoteca Itinerante, que leva aos bairros da cidade: jogos, pinturas, músicas, oficinas, brincadeiras... Enfim, alegria para a criançada!