Notícias

Luiz (à esquerda), em uma das atividades realizadas no curso de Gestão da Qualidade, em 2008

Luiz (à esquerda), em uma das atividades realizadas no curso de Gestão da Qualidade, em 2008

Publicado em 14 | 02 | 2011 às 14:15

“A nossa vida deve ser um contínuo aprendizado e aperfeiçoá-lo é muito importante”

A frase acima é do egresso da Fafijan, Luiz Carlos de Freitas, que aos 52 anos conquistou o diploma de ensino superior e, aos 54, está prestes a concluir duas pós-graduações

Texto por: imprensa@fafijan.br | Fotos por: Assessoria de Imprensa Fafijan

Após 32 anos longe dos bancos escolares, tendo se formado técnico em Contabilidade pelo Colégio Estadual de Jandaia do Sul, Luiz Carlos de Freitas resolveu dar seqüência aos estudos, motivado pela vontade e pela necessidade de buscar novos conhecimentos e novos desafios. Em 2007, ingressou no curso superior de tecnologia em Gestão da Qualidade, na Fafijan, encerrando a graduação em 2009, como o melhor aluno da turma. Como prêmio, ganhou bolsa de estudo para fazer pós-graduação na Instituição. Escolheu MBA em Gestão Empresarial e Negócios.
Luiz deu início à especialização em março de 2010. As aulas eram nas terças e quintas-feiras à noite. Época em que precisou dobrar as energias para conseguir manter-se, na verdade, em duas pós-graduações, pois em abril de 2009 já havia começado Gestão da Qualidade e Logística Empresarial na Fecea (Faculdade Estadual de Ciências Econômicas de Apucarana), onde as aulas eram ministradas aos sábados, das 8 às 17 horas – e prosseguiram até outubro do ano passado. Determinação de quem, aos 54 anos, conhece de perto o mundo dos negócios e tem total consciência de que é preciso estar atualizado para avançar. “Todas as empresas, de um modo geral, estão em desenvolvimento. Por essa razão, novas oportunidades de crescimento profissional surgem e, geralmente, são oferecidas àqueles que estão capacitados”, diz acreditar.
Quanto à pós-graduação, ele comenta que é possível por meio dela aprofundar os conhecimentos adquiridos na graduação. “As experiências práticas que são levadas pelos professores e colegas de turma à sala de aula acrescentam conhecimento teórico importantíssimo a ser aplicado no dia-a-dia. O conselho que eu dou a um recém-formado é que escolha um curso que esteja relacionado ao seu trabalho atual ou à área em que deseja atuar e se especializar. Com certeza, essa atitude trará como conseqüência grandes oportunidades. E para aqueles que já terminaram há anos a graduação, a dica é que não tenham medo de voltar a estudar, pois vale muito à pena”, garante Luiz.
Para o gestor, não existe idade certa para buscar conhecimento. “A nossa vida deve ser um contínuo aprendizado e aperfeiçoá-lo é muito importante. Manter-nos atualizado é primordial, ainda mais nesta época em que tudo muda muito rápido com o avanço de novas tecnologias”, opina.
Quando o tema abordado é Fafijan, o egresso não poupa elogios. “A Instituição oferece ótimos cursos, conta com uma equipe de qualidade, atua de forma transparente e está sempre oferecendo novas oportunidades àqueles que almejam desenvolver-se no mercado de trabalho e isso a torna uma Instituição confiável.” Não é à toa, que confiou a formação das suas filhas aos professores, à infra-estrutura, ao corpo técnico-administrativo da casa. “Marcela fez graduação em Letras/Inglês e especialização em Língua Portuguesa: Leitura e Produção Textual na Fafijan; Eloiza formou-se comigo em Gestão da Qualidade. Além disso, fez Administração de Empresas na Fecea e especialização em Recursos Humanos em Maringá”, conta o pai, orgulhoso, que encerra, com uma dosezinha de saudade: “quando me lembro dos momentos que passei na Instituição, dois sentimentos vêm à tona: amizade e gratidão”.