Notícias

Tiago iniciará os estudos em Desenvolvimento Regional e do Agronegócio na próxima segunda-feira, dia 21, no campus de Toledo da Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Tiago iniciará os estudos em Desenvolvimento Regional e do Agronegócio na próxima segunda-feira, dia 21, no campus de Toledo da Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Publicado em 17 | 02 | 2011 às 14:14

Pós-graduando da Fafijan é aprovado em mestrado na Unioeste

Tiago Martins da Silva é de Corumbataí do Sul; ele integrou a turma de Contabilidade Gerencial, Controladoria e Auditoria em 2010

Texto por: imprensa@fafijan.br | Fotos por: Arquivo Pessoal/Tiago Martins

“Sempre tive vontade de trabalhar na docência”, diz Tiago Martins da Silva, 25 anos, formado, em 2007, em Ciências Contábeis na Fecilcam (Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão). Para isso, tem seguido um caminho que ele, conscientemente, traçou para a sua vida. O que significa, de antemão, não se contentar apenas com o diploma de graduação.
Em 2009, já contabilista, Tiago inscreveu-se para o Programa Universidade Sem Fronteiras – elaborado, desenvolvido e financiado pela Seti (Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná), que tem como objetivo fazer progredir municípios com baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), a partir da execução de projetos que contemplam a atuação multidisciplinar de educadores, profissionais recém-formados, estudantes da graduação e do ensino médio. Foi aprovado no teste seletivo como bolsista, tendo como missão, ao lado de outros membros, incrementar a produtividade dos agricultores da antiga Aprocor (Associação dos Produtores Rurais de Corumbataí do Sul) - atualmente, cooperativa: Coaprocor. No final de 2010, encerrou-se o período de implantação do projeto; e em primeiro de janeiro deste ano, Tiago tornou-se contratado da casa.
Também, em 2010, iniciou pós-graduação em Contabilidade, Controladoria e Auditoria na Faculdade de Jandaia do Sul. “Escolhi esse curso por me identificar com as áreas abordadas; e a Instituição, por conhecer experiências bem-sucedidas de muitos amigos que iniciaram suas carreiras nos bancos da Fafijan”, explica ele. “Agora, com propriedade, posso afirmar que a qualidade dos professores da faculdade é ótima e que a coordenação dos cursos de especialização é uma das melhores que já vi.”
Ainda no ano passado, Tiago decidiu concorrer a uma das vagas ofertadas no programa de mestrado da Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná) – área de concentração dos estudos em Desenvolvimento Regional e do Agronegócio. “O processo seletivo teve início em setembro. Resumiu-se em: entregar a documentação e o projeto de pesquisa; realizar prova dissertativa de conteúdos específicos; banca; e entrevista”, lembra o estudante, que garante ter se preparado bem para cada uma dessas etapas. “Só quando pensava na forte concorrência e nas poucas vagas disponíveis é que sentia um friozinho na barriga. Nunca tendo em mente, contudo, desistir”, destaca o, agora, mestrando.
O que o motiva a não desistir é a vontade de ir além, o apoio da família, dos professores e profissionais que, durante o percurso, o inspiraram e o aconselharam de forma positiva. “Acho que devemos fazer mais do que nos é exigido, e isso vale para tudo. Em se tratando de estudo, é preciso dedicação extra desde o ensino fundamental. Na faculdade, um bom exemplo de se diferenciar dos demais é por meio da iniciação científica, que proporciona, além de conhecimento aprofundado, maturidade acadêmica”, aconselha Tiago. Ele finaliza: “A vivência me mostrou que estudo significa investimento que não se deprecia e gera ótimas oportunidades. Com a graduação tive chance de trabalhar no programa Universidade Sem Fronteiras e na Coaprocor; a pós-graduação maximizou minhas chances de fazer o mestrado. Pessoalmente, sinto-me muito feliz em ver que os frutos de tantos esforços estão sendo colhidos.”