Notícias

Desde 2005, existe na Fafijan o programa de Formação Continuada, que visa a desenvolver os colaboradores de forma integral: como humanos, cidadãos e profissionais

Desde 2005, existe na Fafijan o programa de Formação Continuada, que visa a desenvolver os colaboradores de forma integral: como humanos, cidadãos e profissionais

Publicado em 16 | 06 | 2011 às 22:25

Corpo técnico-administrativo da Fafijan participa de curso sobre temáticas da Língua Portuguesa

Atividade faz parte do programa de Formação Continuada e, segundo a coordenadora do Departamento de RH, Adriana Massarente Tarosso, tem como objetivo ampliar o conhecimento dos colaboradores quanto ao uso da norma culta

Texto por: imprensa@fafijan.br | Fotos por: Assessoria de Imprensa Fafijan

A facilidade que as pessoas têm em se comunicar verbalmente, fazendo-se entender no dia a dia, camufla uma dificuldade que, na hora de escrever, surge com força total, chegando a dar “nós” em muitas cabeças. Seja na elaboração de um simples e-mail, seja na construção de textos mais complexos, saber onde colocar ou não uma vírgula, um hífen, um acento gráfico, não é tarefa das mais simples, diante de tantas regras, exceções. Ainda mais depois da Reforma Ortográfica, em vigor no Brasil desde 2009, que além das alterações na grafia de algumas palavras, trouxe a sensação de “pânico”, que mudanças geralmente costumam provocar. Microondas, agora micro-ondas; idéia, agora ideia; tranqüilo, agora tranquilo; auto-escola, agora autoescola, são só alguns exemplos que, de início, assustaram. Nesse quesito, fato é que, se não é possível nem necessário voltar ao zero, ou melhor, às séries iniciais de ensino, é essencial que as pessoas busquem conhecer todas as modificações ocorridas. Afinal, vale lembrar que, já em 2013, o uso até então facultativo da nova ortografia passa a ser obrigatório.
Foi por esse motivo e também para tirar outras dúvidas rotineiras, que a Secretaria Acadêmica da Fafijan (Faculdade de Jandaia do Sul) solicitou ao Departamento de RH (Recursos Humanos) o curso: “Tópicos da Língua Portuguesa”, que foi ministrado pelo professor Braz Donizete Fernandes, do Colegiado de Letras, durante os meses de maio e junho. “Ao todo, foram nove horas-aula e 28 inscritos. Desejamos, por meio desse trabalho, ampliar o conhecimento dos colaboradores quanto ao uso da norma culta”, afirma a coordenadora de RH, Adriana Massarente Tarosso. Ela complementa dizendo que esse é um tipo de aprendizado válido para todos os setores da casa, “afinal, quem não precisa, vez ou outra, deixar recado para alguém, redigir um comunicado?”.
Entre os temas abordados no curso estiveram: o Novo Acordo Ortográfico, vírgula, pontuação, acento grave e vícios de linguagem. Para Braz, o curso foi importante para esclarecer, retomar assuntos já vistos, informar, mas, principalmente, deixar os participantes mais atentos. No encerramento da última aula, ele recomendou a todos que leiam bastante, façam pesquisas para se aprimorar e adquiram o costume de se policiar sempre. “Se houver imprecisão na hora de escrever, não tenham preguiça de consultar um dicionário.”
A atividade faz parte do programa de Formação Continuada do Corpo Técnico-Administrativo, que existe desde 2005 na Fafijan. “Surgiu com o objetivo de propiciar aos colaboradores oportunidades, individuais e coletivas, de se desenvolverem de forma integral: como humanos, cidadãos e profissionais”, explica Adriana; “o que, ao final do processo, resulta em melhorias na qualidade dos trabalhos e serviços desempenhados”.
O programa de capacitação, que antes era de responsabilidade de equipes que se modificavam a cada ano, em 2010 passou a ser atribuição do RH, com a implantação do departamento. Só no ano passado, foram oferecidos aos funcionários os treinamentos “Eneagrama”, “Como atender bem” e “Utilização de extintores” e as palestras “O poder do pensamento positivo” e “Inovação, a arte de transformar desafios em oportunidades”.
Em abril deste ano, a pedido do Departamento de Contabilidade, foi ministrado também o curso de Excel. “Como houve boa procura, decidimos dividir o pessoal em duas turmas. A primeira já recebeu o treinamento, e a segunda terá aulas no mês de julho”, conta Adriana. Atualmente, 61 pessoas compõem o corpo técnico-administrativo da Fafijan.