Notícias

Fabiana: “A Fafijan contribuiu muito para essa conquista, pois foi a base na minha formação linguística”

Fabiana: “A Fafijan contribuiu muito para essa conquista, pois foi a base na minha formação linguística”

Publicado em 31 | 08 | 2011 às 16:44

Formada na Fafijan, Fabiana Fernanda Steigenberger conquista vaga em doutorado na UFScar

Egressa que em 2000 terminou o curso de Letras/Inglês na Instituição iniciou em março deste ano doutorado em Estudos Lingüísticos na Universidade Federal de São Carlos

Texto por: imprensa@fafijan.br | Fotos por: Arquivo Pessoal/Fabiana Fernanda Steigenberger

Aos 30 anos, Fabiana Fernanda Steigenberger possui um currículo respeitável. Graduada em Letras/Inglês na Fafijan (Faculdade de Jandaia do Sul), fez especialização em Língua Portuguesa e mestrado em Estudos da Linguagem na UEL (Universidade Estadual de Londrina) e há 13 anos atua na educação, tendo experiência em lecionar para os ensinos fundamental, médio e superior e também em trabalhar como coordenadora pedagógica. Porém, a dedicada profissional não pára por aí. Conquistou no ano passado vaga para o doutorado em Estudos Lingüísticos na UFScar (Universidade Federal de São Carlos). “Oportunidade para aprofundar meus conhecimentos e ter aulas com pesquisadores que sempre foram citados em minhas pesquisas.” A seguir, um pouco mais sobre a trajetória de sucesso dessa ex-aluna da Fafijan que hoje faz parte do corpo docente, como professora da pós-graduação:

Fafijan - Por que você escolheu fazer Letras?
Fabiana - Durante o ensino médio gostava muito de ler e já queria ser professora. Depois de conversar muito com minha mãe sobre o que fazer, optei pela graduação em Letras, pois acreditava que iria me identificar com o curso.

Fafijan - Na época em que estudava em Jandaia do Sul, morava em qual cidade?
Fabiana - Morava em Rolândia e todos os dias pegava ônibus para ir à faculdade. A viagem era cansativa, mas valeu a pena. Atualmente, uma parte da semana fico em Rolândia e a outra em São Carlos [SP], onde curso doutorado.

Fafijan - São boas as recordações que você carrega da Fafijan? Quais são as principais lembranças?
Fabiana - Tenho ótimas recordações da Instituição, pois foi onde iniciei a minha vida acadêmica. Recordo-me dos amigos e de alguns professores que fizeram toda a diferença em minha formação profissional. Uma delas é a professora Leny [Fernandes Zulim]. Ela intensificou a minha paixão pela leitura ao me apresentar a beleza da Literatura em Portugal.

Fafijan - Que especializações você fez antes de chegar ao doutorado?
Fabiana - Assim que concluí a graduação na Fafijan em 2000, fiz o curso de especialização em Língua Portuguesa na Universidade Estadual de Londrina em 2001. Em 2005, iniciei o mestrado em Estudos da Linguagem, também na UEL. E, atualmente, curso o doutorado na Universidade Federal de São Carlos [SP], que teve início no começo deste ano.

Fafijan - Em sua opinião, que diferencial o acadêmico de graduação precisa ter para seguir os seus passos – chegar a um doutorado, em uma instituição de ensino muito bem conceituada? Que conselhos você daria a alguém que está ingressando no ensino superior e que tem esse mesmo objetivo?
Fabiana - Acredito que é preciso ter determinação, saber quais são os objetivos que se deseja atingir e, essencialmente, sentir prazer e gostar do que faz. Para um acadêmico que também intenciona ser um doutorando, aconselho não se intimidar diante de novos desafios, ser muito dedicado e disciplinado com os estudos, confiar em Deus e nunca desistir de seus sonhos. 

Fafijan - Qual a importância da pós-graduação a seu ver? O que ela vem a acrescentar? É realmente necessária, nos dias de hoje, na carreira de um profissional?
Fabiana - Atualmente a pós-graduação é essencial na formação profissional de quem deseja seguir carreira acadêmica e, também, em outras áreas profissionais. A pós colabora para aprofundar o conhecimento dos estudantes e ajuda a ampliar a visão teórica nas diferentes áreas do saber que integram o curso de graduação. 

Fafijan - Após se formar na Fafijan, descreva o que você fez profissionalmente.
Fabiana - Depois que me formei trabalhei com diferentes turmas do Fundamental I, com a disciplina de Língua Portuguesa e Língua Inglesa no Fundamental II e Ensino Médio. E com curso técnico no Senac.

Fafjian – O que faz atualmente?
Fabiana - Atualmente sou professora de Língua Inglesa no Ensino Médio. Trabalho na Secretaria Municipal de Educação de Rolândia como coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental I. E sou professora do curso de especialização em Língua Portuguesa: Leitura, Produção Textual e Literatura na Fafijan, ministrando a disciplina Análise do Discurso e Ensino.

Fafijan - O que significa o estudo na sua vida? A partir do momento em que entrou para a graduação, depois, com as pós-graduações, oportunidades surgiram? Pessoalmente, como se sente?
Fabiana - Na minha vida o estudo é extremamente importante. Aprendi isso com os meus pais desde criança. Minha mãe sempre me incentivou a estudar e fez de tudo para que eu e meus irmãos tivéssemos uma graduação. A graduação trouxe-me oportunidades, tanto financeiras como profissionais, que jamais teria alcançado se não a tivesse cursado. E, com o mestrado, essas oportunidades ampliaram-se ainda mais. Pessoalmente me sinto muito feliz e realizada, faço o que gosto: ler, pesquisar e descobrir coisas novas é uma paixão em minha vida. 

Fafijan - Quando ocorreu o processo seletivo para o curso de doutorado da Universidade Federal de São Carlos? Como foi esse processo?
Fabiana - O processo seletivo para o curso de doutorado na UFScar ocorreu em novembro do ano passado, mas as inscrições foram por volta de outubro. No momento da inscrição, além de preencher as fichas necessárias à inscrição com a opção de língua para a proficiência, é necessário entregar um projeto de pesquisa vinculado a uma das linhas da instituição. Ao todo o processo é composto por quatro fases de caráter eliminatório: na primeira ocorre a avaliação do projeto de pesquisa; na segunda fase o candidato realiza uma prova escrita a respeito de conceitos e teorias da área da Lingüística; a terceira etapa é o exame de proficiência em língua estrangeira; e a quarta e última oral do projeto de pesquisa apresentado no momento da inscrição.

Fafijan - Ficou com receio em algum desses momentos?
Fabiana - Na realidade senti receio em todas essas etapas, acredito ser um sentimento natural quando se passa por um processo avaliativo. Mas jamais pensei em desistir, pois não podemos abdicar de nossos sonhos.

Fafijan - Fazer o doutorado esteve sempre nos seus planos?
Fabiana - Desde a faculdade planejava fazer doutorado, mesmo sabendo das dificuldades que iria enfrentar.

Fafijan - Como foi ler a palavra “aprovado” ao lado do seu nome, no dia do resultado? Qual foi a sensação? 
Fabiana - Foi uma sensação incrível, difícil de descrever, um misto de felicidade e satisfação por ter atingido um objetivo tão desejado. 

Fafijan - A Fafijan de alguma forma contribuiu para essa conquista?
Fabiana - A Fafijan contribuiu muito para essa conquista, pois foi a base na minha formação lingüística. E foi na faculdade que descobri a possibilidade de fazer um mestrado e um doutorado. Ainda me recordo das aulas de Lingüística da professora Maria José [Botura], muito sorridente e competente. Ela foi uma das primeiras pessoas que falou para minha turma a respeito do curso de mestrado e de doutorado.

Fafijan - Qual é a área de concentração dos seus estudos?
Fabiana - O doutorado é em Estudos Linguísticos e a área de concentração é Linguagem e Discurso. 

Fafijan - Na UFScar, você vai dar continuidade a alguma pesquisa que já vinha realizando ou dará início a outro estudo? O que pretende investigar?
Fabiana - Na UFScar inicio uma nova pesquisa, pretendo analisar como o espaço de enunciação na internet se caracteriza enquanto espaço político a partir dos posts nos blogs. Para isso, estou pensando em selecionar como corpus o Acordo Ortográfico de 2009, assinado pelos Estados da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

Fafijan - Como está sendo essa nova etapa na sua vida?
Fabiana - Minhas aulas tiveram início em março. No primeiro semestre eram ministradas nas quartas e quintas-feiras. No segundo semestre irei cursar uma disciplina na Unicamp [Universidade Estadual de Campinas] toda quinta-feira e estou cursando uma disciplina concentrada na UFScar. Estou muito animada com essa nova etapa na minha vida, pois sei que é uma grande oportunidade para aprofundar meus conhecimentos e ter aulas com pesquisadores que sempre foram citados em minhas pesquisas. Poder conhecê-los e estar em suas aulas é uma grande satisfação.

Fafijan - Quais são seus objetivos futuros em relação à profissão e aos estudos?
Fabiana - Dedicar-me bastante ao doutorado para aprimorar meu conhecimento e continuar lecionando.