Notícias

Bate-papo recheado de exemplos e apresentações de vídeos proporcionou momentos de reflexão e motivação aos participantes

Bate-papo recheado de exemplos e apresentações de vídeos proporcionou momentos de reflexão e motivação aos participantes

Publicado em 01 | 12 | 2011 às 15:03

Colaboradores da Fafijan assistem à palestra “Estratégias para o Sucesso”, ministrada por Robson Dutra

Evento foi realizado no Anfiteatro da Faculdade de Jandaia do Sul, na noite de quarta-feira, 23 de novembro

Texto por: imprensa@fafijan.br | Fotos por: Assessoria de Imprensa Fafijan

Nascido em 1974, Robson Dutra é hoje uma personalidade bastante conhecida em todo Brasil. Trabalha dando palestras, consultorias e treinamentos, tendo como objetivo principal potencializar talentos e incentivar pessoas. Na conversa que teve na noite de quarta-feira, 23 de novembro, com o público de Jandaia do Sul, Dutra lembrou a sua trajetória de sucesso. Disse que na infância e adolescência foi engraxate, vendeu salgadinhos, pães caseiros, geladinhos, peixes vivos – que ele mesmo pescava. Mais tarde, passou a vender roupas, consórcios, prestou serviços para a Caixa Econômica Federal, até se tornar gerente de uma concessionária de carros importados, função que exerceu durante cinco anos. Experiências diversas que, segundo ele, desenvolveram a habilidade de se comunicar e de se relacionar com os outros e que o ensinaram muito, por meio da observação e vivência, a traçar estratégias, a fim de alcançar resultados positivos. Tema este apresentado no Anfiteatro da Fafijan (Faculdade de Jandaia do Sul) em evento realizado pelo Sicoob (Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil) em parceria com a Acejan (Associação Comercial e Empresarial de Jandaia do Sul).
Para Dutra, dinheiro não é sinônimo de sucesso. “Conheço muitos ricos tristes, que não sentem prazer pelo que fazem ou que não conseguem conciliar vida profissional com pessoal. Saber descansar e não deixar o dia a dia estragar a sua saúde é extremamente inteligente e relevante”, destacou, “bem como ter tempo para a família e para o lazer”. Ele revelou que apenas 8% das pessoas fazem o que realmente gostam.
Dutra ressaltou, contudo, que o dinheiro potencializa as escolhas feitas. “Com dinheiro, eu posso ter um carro melhor, uma casa maior e mais bem localizada, uma roupa bacana”, citou. Como todos sabem, para isso não basta desejar. Entre os conselhos deixados pelo palestrante, como estratégias para se conquistar o sucesso, está o fato de que o estudo faz enorme diferença na vida das pessoas, “pois oferece uma visão privilegiada do mundo”. De acordo com ele, quando se fala em estudar, trata-se de algo para a vida toda. “A aquisição de conhecimento, a busca pela atualização, pela qualificação, deve ser constante. É preciso ler bons livros, jornais, revistas, estar em contato com pessoas interessantes. E mais importante que isso: é imprescindível a aplicabilidade desse saber adquirido.” Graduado em Direito, Dutra garante que o profissional com esse perfil escolhe onde quer trabalhar. “Hoje há milhões de vagas de empregos abertas no Brasil esperando por pessoas que estejam preparadas, mas falta mão-de-obra qualificada”, comentou.
Ainda quanto ao perfil do profissional desejado, o palestrante afirmou que as empresas precisam de colaboradores que tenham iniciativa e saibam resolver problemas. “Mares calmos não formam bons marinheiros.” E que é preciso trabalhar com “sentimento de dono” e “espírito de excelência”, ou seja, “cuidar das coisas dos outros da mesma forma como cuidamos das nossas e fazer tudo o que nos é delegado da melhor forma possível”.
Para quem acha que colocar em prática as lições dadas por Dutra não é tarefa fácil, ele avisou que a questão é aprimorar-se todo dia: “é treinamento”. E encerrou dizendo: “Quando eu estou parado, as minhas probabilidades de errar são bem menores. Porque quando eu estou em movimento, andando, posso cair. Mas é dessa forma que nós avançamos, passo a passo. E não tem problema cair. O problema é continuar caído”, analisou.